Uma Refeição na “Escola”

Por: Marta Ribeiro

Há aproximadamente 6 anos comecei a cozinhar semanalmente refeições para um grupo de crianças de um projecto educativo de Braga.

Neste último ano lectivo transformei o momento da confecção das refeições em algo com um carisma mais comunitário e de aprendizagem. Chamei-lhe Oficina Aprender na Cozinha.

Todas as quartas-feiras às 10h juntava-me a 3 pequenos e lá íamos cozinhar para o restante grupo enquanto aprendíamos sobre os alimentos (origem, qualidade e características) e como confeccionar uma refeição adequada e equilibrada.

No total o grupo tinha 12 elementos que foram rodando de três em três, de quarta em quarta, com idades entre os 7 e os 12 anos.

Três palavras podem definir, para mim, o que foi esta experiência: divertida, desafiante e gratificante.

Divertida, porque constantemente era surpreendida por expressões e atitudes inesperadas, mas sempre contextuais e criativas.

Desde o tipo de salada que eles criavam, com os ingredientes disponíveis, assim como o nome que se lhe dava, até o adicionar de uma especiaria que não estava nos planos, mas que fez toda a diferença.

Desafiante por várias razões:

  • Porque as crianças podem ser os maiores críticos de gastronomia que há à face da Terra.
  • Porque os utensílios de cozinha de repente podem transformar-se em adereços de histórias alucinantes e estapafúrdias.
  • Porque nem sempre lhes apetecia estar ali e era necessário ter uma refeição pronta para todos às 13h.
  • Porque as refeições sempre foram vegan e nem todas as crianças têm este contexto nas suas realidades familiares.

Gratificante porque aprendi imenso nesta partilha com estes pequenos sábios atentos e “desatentos”.

Aprendi a chegar até eles, criando formas entusiastas de cozinhar, aceitando a criatividade deles e respeitando a dinâmica do estado de espírito de cada um.

Vi-me como condutora dos recursos humanos disponíveis de forma a atingir um objectivo – uma refeição com qualidade pronta a servir às 13h e com todos felizes.

A imagem que guardo quando penso nestas quartas-feiras é o sorriso autêntico de cada um.

Ainda hoje, quando estou com eles há uma empatia e uma intimidade únicas que naturalmente se cria na cozinha. Porque na cozinha tudo se conversa e o trabalho de grupo é muito fiel.

E muitas histórias arrecadei para contar.

Um exemplo de uma das ementas:

  • Sopa de Legumes,
  • Almôndegas de Tofu com Nozes,
  • Molho de Tomate Mentira,
  • Puré de Millet 
  • Salada Colorida

Assim, a receita de hoje é:

Almôndegas de Tofu com Nozes

Ingredientes:

  • 250 g de tofu fresco
  • 1 cebola
  • 1 alho
  • ½ chávena de miolo de noz
  • Sal integral fino
  • Azeite ou óleo de girassol ou grainha de uva qb para fritar

Preparação

  1. Desfaça o tofu para uma taça com as mãos.
  2. Adicione a cebola bem picadinha e o alho ralado. A cebola é opcional. Há crianças que não gostam mesmo de sentir os seus pedacinhos crocantes. No entanto podemos sempre dar a volta, picando a cebola numa picadora até ficar quase em puré. Pois a cebola aqui nas almôndegas vai dar uma humidade especial e um saborzinho também.
  3. Tempere com sal e acrescente as nozes grosseiramente picadas.
  4. Envolva tudo novamente e forme bolinhas apertadinhas com as mãos.
  5. Aqueça um pouco de azeite numa sertã. A quantidade suficiente para grelhar as almôndegas.
  6. Deixe uns minutos até formar uma crostinha amarelada e depois vá virando as bolinhas até ficarem todas uniformemente douradas.

Pode acompanhar com um Molho de Tomate Mentira:

  1. Numa panela sobre 2 colheres de sopa de azeite, disponha 1 cebola cortada em meias luas, 1 dente de alho, 1 cenoura (grande) cortada em fatias diagonais, 1 pimento vermelho em cubos grandes, 1 folha de louro e uma pitada de sal integral.
  2. Acrescente água até a superfície dos vegetais e tape a panela.
  3. Depois de levantar fervura, baixe a temperatura para o mínimo e deixe cozinhar durante 20 minutos.
  4. Reduza os vegetais a puré e rectifique os temperos.
  5. Pode adicionar oregãos para lembrar os que gostam muito de pizza.

Até já …

83 Partilhas


Subscreva

Ao subscrever o nosso blog, para além dos artigos e das nossas divulgações, oferecemos-lhe nos próximos 15 dias um programa de regeneração diário.

Comece hoje, um caminho dedicado a si.

Conheça os nossos cursos

Regenerar app

Chi Kung Fundamentos

Astrologia do Ki das 9 Estrelas