Entender o paradoxo dos hábitos de vida

FOTO©MARIAJE 1  104 de 108Na filosofia oriental existem o conceito de complementar, enqanto no ocidente o conceito de opostos é mais comum. 

No conceito de opostos ou algo faz mal ou faz bem, ou é homem ou mulher, ou é frio ou calor, ou é mau e é bom. 

No conceito de complementar o que cura também adoece, existe um homem dentro de cada mulher e uma mulher dentro de cada homem, o frio em excesso transforma-se em calor e o calor em frio e o que é vantajoso agora amanhã pode não ser. Tudo muda, tudo se transforma com o tempo no seu oposto.

Assim em relação ao artigo de ontem.  

  • Estar sentado lesa o Baço e o Pâncreas,
  • Estar de pé lesa os Rins,
  • Estar deitado os Pulmões, 
  • Caminhar lesa o Fígado,
  • Actividades que activem o olhar lesam o Coração.

Se for observada na perspetiva de opostos no mínimo a mente poderá ficar confusa e poderá surgir a pergunta – mas afinal, faço o quê? Afinal o que é bom?

Na perspectiva de complementares este texto poderá trazer a ideia de que se estes são factores de desgaste podem ser também factores de nutrição.

Tudo depende da quantidade e qualidade com que existem nas nossas vidas. 

Se estar sentado lesa o Baço pode também ser sentado que podemos ponderar. O acto de ponderar, digerir e reflectir fortalece o Baço. Mas se ponderarmos demais e não realizarmos lesamos o Baço. 

Estar de pé lesa os Rins porque cria uma postura que em termos de alinhamento poderá criar dor ou fraqueza nas costas. Estes podem ser sintomas que os Rins estão em desequilíbrio. Mas estar de pé, quando feito conscientemente, fortalece os ossos porque são nutridos pela força da gravidade. 

Estar deitado lesa o Pulmão, pois na posição deitado a Energia Vital não se move com tanta intensidade, não chega às extremidades e não nutre todos os poros – algumas das funções do Pulmão, mas o repouso, pelo tempo adequado, ajuda efectivamente a fortalecer e regenerar a Energia Vital – assim com o Pulmão. 

Caminhar lesa o Fígado se realizarmos grandes distâncias a pé ou a correr, de forma moderada estas actividades ajudam libertar tensão e toxinas acumuladas nas articulações. As articulações são a área que reflete a qualidade do Fígado. 

Actividades que activem o olhar lesam o Coração porque este tem a função  organizar a nossa realidade. Muitos estímulos visuais significam muitas realidades para organizar e cansaço deste orgão pode acontecer. No entanto, a utilização do olhar como forma de contemplação desprendida, quando realizada com frequência, auxilia a acalmar e a regenerar os corações mais agitados.

Não existe quantidade ou tempo estipulado bom ou mau.

A medida de cada uma destas actividades está relacionada com cada um de nós e com a capacidade de cada um de compreender a complementaridade e impermanência de tudo o que nos rodeia. 

Somos na nossa essência mestres de nós próprios. 

Boas práticas, boas explorações. 

39 Partilhas


Subscreva

Ao subscrever o nosso blog, para além dos artigos e das nossas divulgações, oferecemos-lhe nos próximos 15 dias um programa de regeneração diário.

Comece hoje, um caminho dedicado a si.

Conheça os nossos cursos

Regenerar app

Chi Kung Fundamentos

Astrologia do Ki das 9 Estrelas

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *