30 dias sem plásticos – dias 7 e 8

Por questões de logística doméstica e familiar não nos tem sido possível dar a continuidade devida aos 30 dias.

Voltamos hoje sobre forma escrita nesse sentido.

Pedimos desculpa pela interrupção de quase uma semana.

O tema do dia de hoje são os detergentes.

Facto de hoje sobre os plásticos:

De acordo com o

Container Recycling Institute

, em 2014 foram vendidas 100.7 biliões de garrafas de plástico contendo bebidas nos Estados Unidos ou seja 315 garrafas por habitante deste país nesse ano. Já pensou na quantidade e variedade de detergentes que existem hoje?

E que cada um desses detergentes corresponde a uma embalagem de plástico?

Salvo eventualmente os detergentes para a máquina ou as pastilhas para a máquina e lavar louça que podem ser em cartão. No entanto, o detergente no interior vem embalado num saco de plástico assim como as pastilhas.

Algumas excepções são armazenadas em caixas de cartão como o lendário OMO ou Presto. No entanto estes não têm uma composição que seja amiga do ambiente, comparativamente com outras opções já disponíveis no mercado.

As perguntas de hoje são duas: será mesmo necessário ter tantas variedades em casa e que alternativas existem?

A primeira pergunta foi a pergunta que uma empresa familiar que dá pelo nome de Dr. Bronner’s fez há 150 anos atrás.

E se num produto fosse possível reunir uma série de possibilidades?

Assim nasceu o Dr.Browner’s.

Um multiuso que não só tem aplicações de cuidado pessoal, mas também como detergente para variadas utilizações – pelo menos 18.

Algumas que podem ser úteis no contexto do artigo de hoje:

  • Detergente de louça e roupa
  • Detergente de desinfecção de vegetais
  • Detergente para lavar animais de estimação
  • Multiusos para chão, lavatórios, sanitas…

A embalagem é de plástico, mas poupa-se muitas embalagens ao utilizar este produto.

A segunda pergunta: que outras alternativas existem?

A questão é desafiante – por exemplo:

Podemos fazer o nosso próprio detergente de louça, mas alguns dos ingredientes como o bicabornato de sódio ou mesmo o sabonete líquido com qualidade neutras como “castile soap” são comercializados em embalagens ou contentores de plástico.

Uma possibilidade que nos ocorreu foi a de que alguns supermercados como a Miosótis em Lisboa terem detergentes a granel. O que pode ser um redução considerável no uso de embalagens de plástico.

A nossa proposta é a de que para terem uma noção mais concreta desta dimensão que tomem nota de todas as embalagens que têm em casa e procurem pelo menos eliminar uma, quando chegar ao fim.

Descobrindo formas criativas de a substituir ou retirar do vosso dia dia.

Até daqui a dois dias.

Os vossos comentários são bem vindos.

Marta Ribeiro e Lourenço de Azevedo

33 Partilhas


Subscreva

Ao subscrever o nosso blog, para além dos artigos e das nossas divulgações, oferecemos-lhe nos próximos 15 dias um programa de regeneração diário.

Comece hoje, um caminho dedicado a si.

Conheça os nossos cursos

Regenerar app

Chi Kung Fundamentos

Astrologia do Ki das 9 Estrelas

5 thoughts on “30 dias sem plásticos – dias 7 e 8”

  1. olá!

    partilha de 2 sites:

    zerowastehome.com/about/book/
    Zero Waste Home, The Ultimate Guide To Simplifying Your Life By Reducing Your Waste, Bea Johnson
    Desperdício Zero – Simplifique a sua vida reduzindo o desperdício em casa
    por Bea Johnson
    e
    http://trashisfortossers.com/, Lauren Singer
    A Zero Waste Alternative To Dry Cleaning

    Dry cleaning. Let’s talk about it. First of all, I stopped going to the dry cleaner years ago. Not for environmental reasons, but because they are SO expensive. Paying $8 in NYC to have a shirt cleaned? No thanks.

    Besides the cost of getting my clothes “professionally cleaned”, I began to learn about what they were actually being cleaned with. The truth is that the chemicals used by most dry cleaners can cause harm to air quality and to you. When I started making my own laundry detergent, I tested it out on my delicates and to my complete surprise, it totally worked. I now wash wool, cashmere, soft cotton, silk, linen and other delicates by hand in my sink using my laundry detergent from The Simply Co.

    Many dry cleaners use perchloroethylene – aka perc. Perc is a volatile organic compound aka VOC. When you get a dry-cleaning bag, most likely when you open it up it will smell a bit sweet. That is perc. The gasses from perc can cause irritation of the eyes, nose, and throat and gasses have been said to exacerbate asthma.

    My advice… stay away from the dry cleaners except for professional repairs, steams, and pressing (if they are all chemical free) and wash your own clothing by hand. For me I hand wash and let the item dry flat on a towel and then iron or steam as necessary. Here’s a video on how I do it.

    see video Learn to Hand Wash Using The Simply Co. !

  2. Orquídea Pereira

    Alguns workshops de sabão e detergentes depois, partilho aqui o que me ficou no dia a dia: tira gorduras Maravilha e limpa bancadas de cozinha faz se com cascas de laranja imersas em vinagre de cidra por 15 dias e coa-se; sabão ralado na maquina da roupa e vinagre (as garrafas são plastico:(…)com gotas de óleo essencial a gosto para amaciar, tb serve para o cabelo; um detergente da loiça pode ser um” lava tudo” e a maior parte tira mt bem nódoas de tecidos tb.
    Fazer detergentes líquidos é uma grande trabalheira! Se alguém tiver aquela receita infalível por favor partilhe:)
    Sinceramente só faço se tiver companhia porque nunca me fica no ponto:) e ter limões é uma grande riqueza sem dúvida!

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *